Gastronomia estranha: insetos serão a comida do futuro?

Especialistas afirmam que grilos, gafanhotos e escorpiões são cheios de proteínas e muito saborosos

Postado em Curiosidades, Notícias em

Em Los Angeles, nos Estados Unidos, cinco amigos trabalham com agricultura urbana na empresa Coalo Valley Farm. O lugar é um galpão lotado com um "microrebanho", um ecossistema formado por milhares de grilos e larvas de besouros.

"Sabemos que insetos são uma fonte sustentável de proteína e, no momento em que o mundo já está lutando para alimentar 7 bilhões de pessoas, queremos tentar encontrar uma forma de alimentar as gerações futuras", diz Mermel, um dos integrantes, ao site da BBC.

Veja como funciona o local:

A fazenda buscou seguir diretrizes ecológicas e ambientais e é sustentável. Quase tudo é gerado no local: peixes criam água residual que sustenta os brotos de alfafa e o feijão, que, por sua vez, alimentam os grilos.

Para Silvio Nihei, professor de Zoologia no Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo (USP), o número de insetos comestíveis no mundo é enorme. "Temos aproximadamente 1 milhão de espécies de insetos descritos (conhecidos) no planeta", explicou Nihei à BBC Brasil.

Só no México, 25% das quase 2 mil espécies de insetos são comestíveis, mais do que qualquer outro país do mundo. No entanto, o entrave cultural ainda é um efeito limitador. Apesar dos bichinhos serem consumidos no país desde antes da chegada dos colonizadores espanhóis, não existem fazendas que criam espécies para serem consumidas.

Praga que dá lucro

Algumas poucas iniciativas parecem surgir no país. No México, os gafanhotos - pragas naturais das lavouras – virou iguaria nas mãos de José Moreno Sanchez, fazendeiro há 30 anos.

"Os gafanhotos comeram as lavouras, e o dano financeiro foi grande, especialmente quando semeávamos verduras. Então, em vez de lutar contra eles, decidimos transformar os gafanhotos em negócio", contou ele, que espera gerar lucro com o inseto.

O chef e crítico gastronô.com/img_uploads//galeria/images/tudo-fogao/geral/gastronomia-inseto-1.jpg" style="width:100%" />

Só no México, 25% das quase 2 mil espécies de insetos são comestíveis, mais do que qualquer outro país do mundo. No entanto, o entrave cultural ainda é um efeito limitador. Apesar dos bichinhos serem consumidos no país desde antes da chegada dos colonizadores espanhóis, não existem fazendas que criam espécies para serem consumidas.

Praga que dá lucro

Algumas poucas iniciativas parecem surgir no país. No México, os gafanhotos

TudoFogão.com

Grupo de Ofertas

TudoFogão.com é um site agregador de ofertas gratuito, ou seja, não vende produtos próprios. Sendo um agregador de ofertas não podemos garantir o preço, a disponibilidade dos produtos e a duração das ofertas, caso haja diferença de preço ou descrição do produto entre o nosso site e o site da loja, a condição válida e praticada será a do site do lojista. Sempre confira o preço e as condições diretamente no site da loja. Veja também as regras de entrega gratuita, parcelamento e política de vendas no site do lojista. As ofertas, condições de venda e preços dos varejistas podem ser alteradas ou interrompidas a qualquer momento, sem aviso prévio e por isso não nos responsabilizamos. Confira sempre o preço na página do produto da loja direcionada antes de efetuar a compra. A entrega do pedido é condicionada a disponibilidade do estoque do lojista e não está sob responsabilidade de tudofogao.com