Análise: Cooktop Brastemp BDD75A

Instalar um cooktop é uma ótima maneira de modernizar a cozinha, economizar espaço, energia e ter menos trabalho na limpeza

Publicado em 31/10/2016

Uma tendência cada vez maior para as cozinhas é o uso do cooktop, que consiste em uma placa onde as bocas e acendedores se encaixam, sem a necessidade de colocar um fogão grande no meio da mobília. Além de ocupar menos espaço, ele é mais fácil de usar e pode oferecer menos perigo, especialmente para crianças. 

Um modelo que pode agradar bastante àqueles que querem modernizar a cozinha é o Brastemp BDD75A. No caso, são cinco bocas, com uma central, todas com acendimento “superautomático”, já que basta pressionar o botão e liberar a vinda do gás. 

O cooktop é de vidro bem escuro e as bocas são feitas de ferro piatina, com angulação e encaixe, sendo que cada boca tem uma grade individual. A limpeza é outro ponto forte desse tipo de eletrodoméstico, já que não há forno e o vidro junta menos sujeira do que o alumínio que estamos acostumados. O modelo é bivolt e pesa apenas 10 quilos, muito menos do que um fogão convencional. 

Abaixo, separamos as opiniões de dois sites especializados sobre o BDD75A, destacando seus pontos positivos e negativos.

Buscapé

Positivos: Consumo de energia, acendimento, altura, layout e cinco bocas.

Negativos: Peso e precisa de instalação adequada.

Zoom

Positivos: Acendimento superautomático e cinco bocas.

Negativos: Não é indicado para famílias menores e não tem forno.

Foto: Divulgação